Por decisão do Presidente da Câmara Municipal de Moura, Álvaro Azedo, foi reforçado o Fundo Municipal de Emergência Empresarial, que passa agora a ter uma dotação superior a €100.000,00, com possibilidade de se proceder a reforço financeiro da mesma.

Desde a sua criação, que o Fundo Municipal de Emergência Empresarial tem funcionado como incentivo financeiro extraordinário, a fundo perdido, que pretende assegurar a fase de normalização da atividade das empresas cuja atividade tenha sito gravemente afetada pela doença COVID-19. Poderão ser beneficiários deste Fundo os empresários que exerçam a sua atividade na qualidade de empresários em nome individual ou enquanto sócios gerentes de sociedades comerciais e que desenvolvam a sua atividade nas áreas obrigadas a encerrar no período de tempo em que esteve em vigor o Estado de Emergência.

Este apoio extraordinário e excecional justifica-se pelo facto das empresas de pequena dimensão se confrontarem com uma diminuição do seu rendimento e, por forma a minimizar o impacto social da crise económica perante uma situação imprevisível.

Por outro lado, importa referir que este apoio tem como objetivo incentivar e auxiliar as empresas, no atual contexto de significativo desânimo e dificuldades de tesouraria, na manutenção de postos de trabalho, no cumprimento das exigências e obrigações legais de segurança e higienização dos espaços e o apoio na retoma da atividade regular.

As condições de acesso ao Fundo Municipal de Emergência Empresarial, que foram revistas e que permitem agora que este apoio chegue a um maior número de empresas, encontram-se disponíveis nos serviços de atendimento ao Munícipe da Câmara Municipal de Moura, bem como no seu sítio internet, em http://www.cm-moura.pt/fundo-empresarial, local onde se encontra igualmente disponível o formulário de candidatura.