A Herdade da Contenda, propriedade do Município de Moura desde 1893, com uma área de 5.267ha esteve sob gestão da Autoridade Florestal Nacional (AFN) desde 1958.

Em 2010 foi criada pela Câmara de Moura a Empresa Municipal “Herdade da Contenda, e.m” (HC,e.m) com o objetivo de vir a assegurar a gestão da propriedade. Após uma fase de transição, de gestão conjunta AFN-CMM, a Câmara Municipal de Moura passou em 2012 a assegurar em pleno a gestão, através da HC, e.m.

A Contenda constitui um património valioso, pela biodiversidade que a carateriza e também pelo seu passado histórico. O uso da propriedade é multifuncional e a gestão obedece a uma visão integrada das várias atividades que aqui se desenvolvem: agropecuária, exploração cinegética, exploração florestal, apicultura, promoção de qualidade ambiental e turismo.

Em Assembleia Geral da HC, em., realizada no passado dia 23 de Junho, foram aprovados diversos documentos relativos à atividade da Empresa no decurso de 2019, nomeadamente o Relatório de Gestão.

Salientam-se alguns indicadores, de natureza financeira.

As contas do exercício fecharam com lucro de 56.999,10€ (resultado antes de impostos), sem que a Empresa tenha recebido qualquer subsídio da Câmara Municipal de Moura, ao abrigo de Contrato Programa. Este resultado, confirma o já verificado em 2018, também com lucro (18.493,68€) e sem recurso a subsídio da Câmara Municipal.

No quadriénio anterior (2014-17) o lucro bruto teve o valor médio de 11.550,50€ e a Empresa recebeu subsídios da Câmara Municipal de Moura, ao abrigo de Contrato-Programa, no valor total de 307.500€, com média anual de 76.875€.

Por outro lado, no exercício de 2019 prosseguiu-se uma política de investimento na valorização patrimonial de Empresa, o qual se traduziu no aumento do seu ativo fixo de 261.872,84€ (no final de 2018) para 419.714,62€ (no final de 2019), em termos percentuais um acréscimo de 60%, reforçando a tendência já registada em 2018 (aumento do valor do ativo de 220.465,40€, no final de 2017, para o valor de 261.872,84€, equivalente a acréscimo 19%).

Para além dos indicadores de natureza financeira, salientam-se os seguintes:

  1. Reforço da articulação institucional, com entidades locais (Município de Moura, União das freguesias de Safara e Santo Aleixo da Restauração, Município de Barrancos, Associações de Bombeiros Voluntários, COMOIPREL, Associação de Apicultores do Vale do Guadiana) e com instituições regionais/nacionais ( ICNF, GNR/SEPNA, LPN, Instituições de Ensino e Formação Profissional entre outros);
  2. Reforço da imagem e presença da Herdade da Contenda em vários eventos (presença em várias exposições pecuárias – Ovibeja, Feira de Maio, Feira do Montado), promoção de visitas e atualização do Site da Herdade da Contenda;
  • Realização de vários investimentos associados a 4 projetos comunitários em curso na Herdade da Contenda (Orniturismo, Contenda Natur, Pro-Iberlinx, Gestão Cinegética da Contenda), resultando numa boa taxa de execução. Entre os investimentos destacam-se a realização de ações de desmatação para promoção do habitat de espécies cinegéticas, aquisição de equipamentos de apoio à atividade cinegética e aos visitantes, instalação de um observatório para aves, aquisição de viatura 4×4 e aquisição de serviços para exposição e vídeo “Herdade da Contenda – o regresso do Abutre-preto”;
  1. Melhoria do desempenho em alguns dos sectores-chave da Herdade da Contenda: Cinegética (aumento do valor de faturação, acréscimo da qualidade dos troféus), Pecuária (acréscimo do valor dos Ativos Biológicos) e Apicultura (aumento da produção de mel e de número de colónias).

 

Da conclusão do Relatório de Gestão, citamos:

“A Herdade da Contenda, empresa municipal direcionou a sua atividade para o cumprimento do plano de atividades aprovado, em estreita colaboração com a Câmara Municipal de Moura, bem como com diversas entidades parceiras em projetos de interesse comum.

Deram-se passos importantes para a afirmação da Empresa, melhorando a qualificação dos seus recursos humanos e a qualidade da oferta de bens e serviços nas diferentes áreas de atividade.

A gestão procurou garantir a sustentabilidade económica e financeira da empresa, cumprindo a legislação em vigor, racionalizando custos, mas também apostando na realização de investimentos necessários ao reforço da capacidade produtiva de bens e serviços.

Uma palavra de reconhecimento para o desempenho dos trabalhadores ao serviço da Herdade da Contenda, e.m., para as pessoas e entidades que colaboram com a Empresa no âmbito de contratos de assessoria externa e ainda para o apoio direto assegurado pela Câmara Municipal de Moura e por diversos profissionais que aí prestam serviço.”

No decurso de 2020, a Empresa tem prosseguido uma política ambiciosa de investimento, na perspetiva da valorização patrimonial da Contenda e da sustentabilidade da exploração a médio prazo.

O Relatório de Gestão de 2019 e informação adicional podem ser consultados em www.herdadedacontenda.pt.